Sobre adotar e amar

audote-780x400

Quem me conhece sabe que desde sempre tive muitos animais. Era cachorro, passarinho, tartaruga, coelho, pato, cavalo, cabrito, e era puro amor e alegria. Quando algum novo animalzinho chegava lá em casa era uma reunião de família, de um lado meu pai e meu irmão tentando boicotar com qualquer nome bobo, do outro eu e minha mãe tentando escolher um nome adequado para meu filho. A situação chegou a tal ponto que fizemos o casamento de Toco e Nina (centenários na idade canina), ambos com trajes de casamento. Meu irmão vestia um terno e eu uma roupa arrumada, acho que o padre foi a minha mãe e o bolo foi ração com leite, e não eu não comi – dessa vez.

No ano passado eu queria um novo amiguinho de presente de aniversário e foi então que começou a Odisseia do mini coelho. Eu descobri por forças do destino que mini coelho era o animal certo pra mim e queria porque queria um, as palavras “mini coelho” foram mais ditas que “to com sono”, acredite isso é muito. Ligamos para trilhões de pessoas e quase pedi um por sedex, foi em uma dessas tentativas que entrei em um petshop e me deparei com filhotes de yorkshire. Amor a primeira vista. Outra vez ligamos para vários canis e encontrei o amor da minha vida -na forma canina-, Lola. Ela é a maior amiga, confidente e companheira que já tive, cuida de mim em todos os momentos e de quebra dorme de conchinha, quer mais?

IMG_0058 editada

E esse ano, por meio de amigos e redes sociais, me inteirei mais sobre a questão do abandono animal e da adoção. E foi especialmente esse vídeo sobre as responsabilidades da adoção que vou mostrar a seguir que me despertou da inércia social em que me encontrava.

Então, eu e minha amiga (Japa), que mora comigo, resolvemos adotar uma gatinha, e foi puro amor. Lembro que todos os nossos amigos foram lá para casa para receber a nova integrante da família e claro, escolher o nome. Depois de muitas sugestões Victor finalmente disse “Beck”. Sim, de baseado. Humanas, minha gente, humanas. E assim ficou.

IMG_0249

Minha vontade é de adotar todos os animais carentes e abandonados do mundo, mas como não posso vou dar minha dica e espero que alguém que esteja lendo isso agora se solidarize.

1- Se souber de algum animal abandonado, contate a ONG ou órgão responsável pela causa. Se não houver nenhum na sua região, alimente o bichinho, dê os primeiros socorros e compartilhe nas redes sociais sobre a necessidade de uma casa para ele -alertando sempre para a adoção consciente, peça para que compartilhem até que de fato ele seja adotado.

2- No facebook você sempre vai encontrar lares e locais encarregados de cuidarem dos animais abandonados. Ajude compartilhando as publicações, doando ração e se puder, adote! Em juiz de fora temos o Casa com Gato e o Canil Municipal, que eu conheço.

3-Agora uma novidade, um aplicativo foi criado pelos chamados DogLikers, o Au.dote. Ele é o tinder dos apaixonados por cães, você sabe tudo sobre o cão que quiser adotar e a quantos quilômetros de distância ele está de você, quer coisa mais legal? É importante dizer que só podem anunciar cães as ONG’s que forem aprovadas pelo time DogLikers, assim quem adotar terá total segurança e apoio.

4-A atenção que você der a um animal abandonado nas ruas, por mais passageira que seja, fará toda diferença para ele! Então o que custa fazer aquele cafuné no cachorro que está do seu lado, ein?

E é isso, galera, espero que de alguma forma eu tenha tocado o seu coração. Abrace essa causa. Adote!

Anúncios

2 comentários

  1. Mamãe Margo · agosto 13, 2015

    Só eu sei o tamanho desse amor animal.

    Curtir

    • Júlia · agosto 14, 2015

      Mamãe Margo foi ótima! Haha e você adora minhas aventuras animais, pode falar!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s